terça-feira, 7 de novembro de 2017

O que faz você se sentir vivo?

Você se sente vivo o tempo todo ou as vezes tudo isso parece ser apenas um sonho, ilusão? O que você faz para se sentir vivo? Em plenitude consigo mesmo? As vezes tenho uma sensação muito louca como se ainda não tivesse acordado, e de fato, é como se eu estivesse no mundo da lua sem conseguir sair e se ligar a realidade, sem conseguir interagir direito ou prestar atenção no que esta acontecendo.
Por outro lado quantas vezes você já esteve em um sonho que foi bem mais real que isso tudo? Ou um sonho que você sabia que estava sonhando e tomou parte dele, conseguindo interagir concientemente dentro dele.
E quem garante que isso que dizem ser real é realmente a realidade?

sábado, 4 de novembro de 2017

O que te impede ser o que você quer ser?


Ei, não ando sendo sincera com você

Bom, não sei por onde começar. As vezes eu até fico bem, mas no mesmo dia tudo perde o sentido, me afastei de tudinho, amigos, coisas que eu gostava, perdi a empatia, nao sinto mais nada, parece literalmente que não tenho emoções nem vontade de viver no coletivo, nem comigo, busco distrações em que eu não precise fazer nada mais além de existir e poder tentar fugir dos meus demônios interiores. Minha única vontade é acordar, comer e dormir. Mas sou forte, ah se sou! Por mais que nesse momento eu esteja assim, já passei por coisas muito piores e sei que vou superar por esse também, aos poucos já estou. Por mais que eu não queira todos os dias levanto e sigo minha vida, vou pra faculdade e academia, tento fazer coisas que antes eram minha sintonia, uma hora sei que vou recuperar ela.

Compulsão Alimentar

Ela surge por diversos motivos mas um dos mais recorrentes é devido essa pressão que a mídia nos impõe, aonde blogueiras, famosos, muitas vezes nós passam uma imagem e falam coisas as quais não fazem juz mas nós uma hora ou outra acabamos engolindo como verdade absoluta. São angulos, remédios adoidado, loucuras que eles fazem para mostrar a perfeição que não existe, impondo padrões de beleza praticamente impossíveis de alcançar. Dai surge a regeição pelo próprio eu, a ansiedade, o medo de comer, medo das calorias, medo, medo. Você passa a se restringir aos mínimos detalhes, até chegar a um ponto de que tudo aquilo que você passou a fugir irá recorrer para o conforto, alívio do estresse, recompensas. Você passa a só pensar naquilo, 24 horas, 24 horas de pura tortura, aonde você come uma comida e já ta contando os segundos pra poder comer de novo, uma fome emocional. Você acaba comendo muito, qualquer coisa que vê pela frente, comendo sem sentido, uma fome que não acaba quando você esta "cheio", você continua comendo, sem conseguir ser racional, como se algo te dominasse, quando consegue tomar conciência de si mesmo se sente culpado, indefeso, fraco.

terça-feira, 27 de junho de 2017

Minimalismo


Você já percebeu que grande parte das coisas que temos simplesmente não utilizamos? Ficam lá guardadas apenas ocupando espaço e deixando o ambiente mais pesado. O capitalismo a qual estamos imersos, cheio de propagandas, nos incentiva ao consumismo e prende uma concepção de que comprando coisas irá trazer felicidade, tavez até traga, por alguns minutos. Muitas vezes nos faz consumir sem a real necessidade, isso levou a uma busca insaciavel pelo consumo, nunca satisfeitos, compramos coisas que muitas vezes nem vamos usar ou apenas uma vez, depois fica perdido em seu armário mas mesmo assim você já quer a próxima pois acha que não tem o suficiente.
Já passou para refletir se tem a real necessidade disso? Porque comprar cinco blusas iguais de cores diferentes, ter 50 calças, 30 pares de tênis. Você utiliza todas essas coisas que comprou? Essas coisas são importantes pra você? Porque ao invéz de ter 15 casacos meia boca não comprar dois de ótima qualidade que supram as suas necessidades? Se você tem um tênis que ainda esta bom pra que comprar outro?
Se libertar desse consumismo desenfreado e ver o que realmente importa, se livrar dos excessos e buscar a real felicidade, isso nos fará tomar decisões mais concientes, nos libertando de inseguranças, medo e a entender o que realmente é essêncial em nossas vidas. Você não precisa abrir mão de tudo mas ver o que realmente vale a pena manter.